SOULMATE

sábado, 14 de novembro de 2009

"... Who doesn't long for someone to hold
Who knows how to love you without being told
Somebody tell me why I'm on my own
If there's a soulmate for everyone..."



Sessão: tweets

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Nos meus sonhos nunca tenho medo.

Pois é

Quando amamos verdadeiramente nos sentimos tão fortes e tão corajosos que somos capazes de tudo. Qualquer obstáculo parece um simples degrau. A força que vem do amor nos parece ilimitada. Depois que o amor se vai, percebemos o quanto éramos tolos e equivocados. À maldade nem mesmo o mais puro dos sentimentos sobrevive. Fica fácil perceber que os degraus de ontem eram na verdade muralhas intransponíveis. Pois é...

Desbotando

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Eu até já estava me sentindo melhor, mas isso é diferente. Eu sinto as minhas pernas mais leves. Acho que durante muito tempo tentei me livrar do peso nas costas ou na cabeça, do incômodo no estômago, dos pés cansados... E tudo estava nas minhas pernas. Não que eu esteja totalmente livre. Acho que ainda falta alguma coisa. Mas depois de perceber que certas coisas haviam me abandonado, senti essa leveza, essa disposição e essa vontade louca de caminhar, ou sair correndo, quase como se minhas pernas fossem capazes de me fazer voar. E os pesadelos foram trocados por sonhos longos e elaborados. Às vezes estou voando sem asas, ou bebendo champagne na banheira de uma suíte presidencial duplex, ou cantando em um karaokê no Japão, como no filme, ou assistindo a um filme antigo com um balde imenso de pipoca com manteiga... Na maioria das vezes por mais estranhos que os sonhos pareçam, eu me sinto bem. A minha boca já esqueceu determinadas palavras... A minha rotina já não está mais impregnada de tantas lembranças inúteis... Depois de um longo período de desintoxicação, é como se eu tivesse me livrado de um vício ou de um câncer... Será que as pessoas que passam por isso sentem as pernas mais leves??? É como se meu corpo antes estivesse todo tatuado e agora todos esses desenhos horríveis estivessem finalmente desbotando.

sessão: tweets

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Como saber quando parar? Como saber quando recomeçar?